Top 5 da Semana

Postagem Relacionada

Como plantar feijão

Como plantar feijão

Branquinho, pretinho, graúdo, pequeno … não importa o tipo ou tamanho, o feijão tem “cadeira cativa” na panela de todo brasileiro.

Hoje vamos saber como plantar feijão e você vai acabar lendo esse artigo morrendo de vontade de comer esse tão conhecido alimento.

O plantio do feijão começou na América do norte e daí se espalhou para o mundo todo. Prospera seu desenvolvimento em clima temperado, não gosta de clima muito quente ou muito frio. 

O Brasil é o segundo maior produtor de feijão. O estado que mais produz é o Paraná (região com clima temperado).

Vamos plantar

O solo

Para o crescimento sadio da plantação de feijão o plantio deve ser feito em um local onde tenha sol a maior parte do tempo e rico em matéria orgânica.

O terreno deve ser limpo de ervas daninhas e restos culturais e o ácido do solo de ver equilibrado. O feijão prefere solos leves, soltos e com textura arenosa e argilosa.

Adubação

Você pode usar adubo orgânico como cascas de banana que podem fornecer o potássio e cinza de madeira para a planta receber fósforo.

Outra dica é plantar batata junto ao grão; ela vai liberar nitrogênio para suprir as necessidades do feijão.

Também pode, se preferir,  usar adubos nitrogenados químicos e comprar produtos prontos a base de superfosfato simples ou sulfatos de magnésio zinco e amônio.

Sementes

Para o plantio com sementes é necessário fazer covas com profundidade de 3 a 7 cm e com espaçamento de 30 a 60 cm.

E o que é que faz essa plantação muita das vezes não prosperar?

Os agricultores utilizam sementes de sua própria lavoura que contém moléstias como podridão bacteriana, antracnose e mosaico comum (falaremos dessas doenças ainda nesse artigo).

O feijão precisará de um suporte para apoiar seu galhos por isso já deixe preparada uma treliça na posição certa para ele se apoiar durante seu desenvolvimento. Talvez seja necessário fazer amarração conforme for crescendo.

Feijão no vaso ou horta

Lembra quando na escola a sua lição de casa foi plantar feijão no copinho? Começa por aí… vou te explicar como plantar feijão no vaso ou na horta:

  • Pegue um copo plástico descartável
  • Pegue uma bolinha de algodão (será usado para evitar proliferação de bactérias e fungos)
  • Água

Umedeça o algodão e coloque no fundo do copo. Coloque o grão feijão em cima dele e adicione água. Quando ele atingir uns 20 cm você já pode transplantá-lo tanto em um vaso como em sua horta.

É desse processo que você consegue as mudas de feijão. Sempre forneça um lugar para ele se apoiar durante o crescimento; um suporte, uma treliça, muro etc…

Irrigação

A irrigação do feijão é feita por aspersão (água que vem de tubos e saem através de jatos, criando uma chuva artificial) ou em hortas e quintais residencias com regador .

Deve ser irrigado de maneira a deixar a terra somente úmida, tomando cuidado para não encharcar.

                                      PLANTAÇÃO JOVEM DE FEIJÃO

Pragas

As famosas cigarrinhas

Esses bichinhos estão em todas hein!? Eles sugam a seiva da planta provocando nela enrugamento, murcha, amarelamento e queda das folhas.

Lagarta elasmo

É verde e azulado com cabeça marrom (parece aqueles desenhos do pokemon). A lagarta sempre ataca nos primeiros 30 dias de vida da planta; o local afetado são seus talos, que depois crescem de forma anormal.

Tripes

Outro parceiro de gangue da cigarrinha: Tem asas e sempre ficam alojadas na parte de baixo da folha, elas fazem uma “raspagem”, provocando o desfolhamento da planta.

Antracnose

É considerada a praga mais severa que ataca o feijão e pode acabar até com 100% da plantação! Ela apodrece o feijão, o sintomas são manchas pretas ou marrons na planta e ela fica no solo em meio aos restos culturais até por 2 anos.

Bacteriose

Ataca as folhas, apodrecendo-as ao redor e no centro da mesma. A coloração geralmente é palha e marrom claro que aspecto ressecado.

Ferrugem

Também atingem as folhas iniciando com coloração amarelada e depois se tornam vermelho ferrugem. Mesmo processo da bacteriose.

Herbicidas

O herbicida é um produto químico que pode ser usado no combate às pragas do feijão. Ele pode ser aplicado no solo úmido,(sem revolvimento) depois depois que brotarem as ervas daninhas.

Seu uso é bastante restrito já que é altamente tóxico tanto para as plantas como para o homem.

Colheita

Como sabemos, alguns feijões dão em vagens e se você que colher ele dessa forma, faça isso quando estiverem gordas e largas. Não espere a formação dos grãozinhos de feijão para fazer a colheita. Quebra-as no alto cuidando para não rasgar.

Colhendo os grãos

Deixe a vagem secar, demora cerca de 1 a 2 meses e depois é só removê-los da vagem. Você pode colher os grãos de 80 a 100 dias após a geminação.

Armazenamento

O feijão ainda está suscetível depois da colheita a ataques de pragas, fungos e carunchos(bichinhos) que contaminam o feijão e os deixam impróprios para consumo.

Podem causar o aumento no tempo de cozimento do grão devido ao endurecimento do mesmo e o escurecimento da casca em feijões de coloração clara e também provocam rachamento.

O método mais eficiente para evitar essas baixas da colheita seria armazenar os grãos em local refrigerado, úmido e longe do alcance da luz.

                                         TEM FEIJÃO PARA TODOS OS GOSTOS

Tipos de feijão

Feijão Branco

Seu formato é alongado e branco. O caldo dele fica bem cremoso. Utilizado em sopas, saladas e cassoulets. Ele ajuda a emagrecer pois retarda a absorção de açúcar no sangue.

Feijão Carioca

Também conhecido como Chilli. É arredondado de cor bege com listras marrons (muito fashion!). Cozinha rapidamente e é muito usado na cozinha indiana.

 Feijão Fradinho

Também conhecido como feijão macassar ou feijão de corda. É arredondado de cor clara com o “olho” preto. Usado na culinária baiana e também reduz o colesterol.

Feijão preto

 É a nossa famosa feijoada! Com grãos pequenos e de cor preta. É consumido no Espírito Santo, Rio grande do Sul, Paraná, Santa Catarina e também na culinária Mexicana.

Tem também o feijão azuki , o feijão rosinha, o feijão vermelho, o feijão jale, o feijão roxinho…

É muito feijão, não!! Deixe seus comentários e até o próximo artigo!

 

 

 

Raquel Martins
Raquel Martins
Raquel encontrou sua paixão nos campos e vive para cultivar um mundo mais verde e sustentável. Com um amor profundo pela natureza desde tenra idade, ela seguiu seu coração e mergulhou no universo da agricultura. Nascida em uma pequena comunidade rural, Raquel absorveu os ensinamentos sobre plantio, colheita e respeito pela terra desde cedo. Sua jornada na agricultura começou como um fascínio infantil que se transformou em uma carreira e uma missão de vida. Após anos de estudo e prática, Raquel se tornou uma defensora apaixonada da agricultura sustentável. Ela acredita firmemente na importância de técnicas que preservem os recursos naturais, promovam a biodiversidade e ofereçam alimentos saudáveis para todos. Raquel também é conhecida por compartilhar seu conhecimento, ministrando workshops e palestras sobre práticas agrícolas ecologicamente corretas. Sua dedicação incansável à agricultura responsável a tornou uma referência na comunidade, inspirando outros a seguirem um caminho semelhante.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos Populares