Top 5 da Semana

Postagem Relacionada

Como fazer adubo orgânico

Como fazer adubo orgânico em casa

Oi pessoal! Os alimentos que consumimos são transformados em energia para o nosso corpo funcionar; com as plantas acontece algo parecido, a diferença é que elas produzem seu próprio alimento e o adubo entra em ação para enriquecer a terra, fornecendo nutrientes para suprir suas necessidades e produzir bem…

Será mera coincidência conosco?  Nesse artigo vamos saber tudo sobre os adubos orgânicos.

ADUBO ORGÂNICO FEITO COM RESTOS VEGETAIS

 

Os adubos são fertilizantes que funcionam como um “gatorade” para as plantas. São de origem vegetal (foto acima) ou animal. Eles são essenciais para quem quer ter uma plantação forte e próspera. Evitam a compactação do sonho que é conhecido por impedir a oxigenação da planta tornando difícil o desenvolvimento dela.

Auxilia na absorção dos nutrientes minerais e serve como alimento para organismos essenciais: minhocas e diversas bactérias. O problema nesse tipo de adubação é que leva tempo para as plantas aproveitarem todo o recurso que essa “vitamina” oferece, o processo é bem lento e para quem quer retorno econômico rápido, fica inviável.

Tipos de adubos orgânicos

Conheça agora os tipos de adubos orgânicos que existem:

Húmus

Após o esterco passar pelo organismo das minhocas, entra em ação o processamento dos nutrientes que resulta no húmus, que fica solúvel tornando assim, fácil sua assimilação pelas plantas. O húmus recupera as características, físicas, biológicas e químicas do solo, o que é essencial para o bom desenvolvimento das plantas.

Esterco

Os tipos mais usados são os de gado e frango. O de gado tem muitas fibras evitando que o solo se compacte e ajuda na retenção da água. O de frango é muito rico em nutrientes.

O resultado do seu uso deve ser acompanhado bem de perto devido ao alto nível de ácido e sal que tem em sua composição. O esterco deve ser usado somente curtido, pois quando fresco queima as plantas.

Torta de mamona

É o que sobra do óleo da mamona (um arbusto). É rico em nitrogênio e tem ação anti-nematicida que são os vermes que se atacam as raízes das plantas. Atenção: são excelentes para as plantas mas funciona como veneno para os animais. Além de ter ricina (veneno da mamona) tem elevada concentração de cádmio e chumbo.

Farinha de ossos

São ossos moídos de ossos de boi. Contém fósforo, cálcio e matéria orgânica. É utilizado em plantas que produzem flores e controla a acidez do solo.

Adubo líquido

O adubo líquido, que é o famoso NPK, vem de extratos vegetais é composto de macronutrientes, importantíssimos para o desenvolvimento. Ele equilibra o sistema de nutrição da planta e melhora o metabolismo. Auxiliar na formação de frutos e semente e também para equilibrar o solo que está pobre em potássio. Ele nutre e fortalece. Você também pode usar o adubo líquido na manutenção de plantas recém transplantadas e na troca de abstratos.

Benefícios do adubo líquido

  • Melhora o vigor das plantas e ajuda na geminação
  • Aumenta a fotossíntese (que legal!)
  • Aumenta a resistência
  • Favorece o sistema de absorção do solo
  • Diminui a vulnerabilidade da planta sob stress
  • Aumenta o peso e tamanho dos frutos

Composto orgânico

A compostagem orgânica é o resultado da decomposição de matéria orgânica contida em restos de origem vegetal ou animal. Nesse processo perfeito os microorganismos convertem a parte orgânica em resíduos sólidos. Um exemplo de composto orgânico é o húmus. O composto orgânico pode ser feito até de restos de lixo doméstico.

Substrato

O substrato é a base onde as plantas se desenvolvem. Serve para a sustentação e fonte de nutrientes. Pode ser feito de fibra de coco, perlita (proveniente de vulcões), turfa (encontrado em regiões pantanosas), vermiculita (mineral basáltico) e de húmus (vide explicação nesse artigo no tópico adubos orgânicos).

São usados para covas onde será a “casinha” as plantas e em gramados. Ele deve ser fino, bom para absorção e drenagem da água e completamente livre de pragas.

A  compostagem

A seguir, aprenda como fazer compostagem e quais são os estágios dela até obter o resultado final para o uso:

Fase mesófila

Os fungos e as bactérias mesófilas presentes na matéria orgânica metabolizam os nutrientes, processo de extrema importância para a decomposição do lixo orgânicos. A duração é de 15 dias.

Fase termofílica

Fase que se estende por até 02 meses, dependendo também do material que está sendo compostado. O trabalho é realizado pelos fungos e bactérias chamados de termofílicos ou termófilos que também metabolizam os nutrientes.

Fase da maturação

Também com duração de 02 meses. Nessa fase a atividade das bactérias e fungos diminuem com quedas gradativas da acidez e temperatura do composto. Essa estabilidade produz um composto maturado onde é transformado em húmus que é livre de toxicidade, metais pesados e patógenos, ou seja é tudo de bom para as plantas!

ADUBO ANIMAL SENDO APLICADO NA PLANTAÇÃO

Condicionador ou corretivo de solo

Pensa que só a gente usa condicionador? As plantas também usam! Eles são corretivos que são considerados até como fertilizantes mas atuam na correção do pH do solo. O equílibro do pH está diretamente ligado à saúde e bom desenvolvimento das plantas. Olhe os benefícios do condicionador:

  • aumenta o pH
  • Acaba com os efeitos tóxicos do manganês, ferro e alumínio
  • Diminuição a fixação de fósforo
  • Aumenta a disponibilidade do NPK
  • Aumenta  a atividade microbiana que por sua vez libera os nutrientes tais como: nitrogênio, fósforo e boro ara a decomposição orgânica
  • Aumenta o poder dos fertilizantes
  • Reduz a proliferação de fungos e pragas que gostam de solos ácido

Materiais que podem ser usados como condicionador ou corretivo de solo: calcáreo dolomítico, cal virgem, gesso agrícola, conchas marinhas moídas e cinzas.

Vamos adubar

Como a água leva boa parte dos nutrientes, eles precisam ter reposição com regularidade. Uma boa dica é alternar a adubação orgânica de 3 em 3 meses e adubos químico de 30 em 30 dias, conforme a formulação, tipo de planta e a época do ano. O importante não é adubar muito e sim, adubar sempre.

Esse é o super herói das plantinhas indefesas. E aí aprendeu muito sobre o adubo? Se tiver mais algo a acrescentar, deixe nos comentários.

Até o próximo artigo!

 

 

 

 

 

 

 

 

Raquel Martins
Raquel Martins
Raquel encontrou sua paixão nos campos e vive para cultivar um mundo mais verde e sustentável. Com um amor profundo pela natureza desde tenra idade, ela seguiu seu coração e mergulhou no universo da agricultura. Nascida em uma pequena comunidade rural, Raquel absorveu os ensinamentos sobre plantio, colheita e respeito pela terra desde cedo. Sua jornada na agricultura começou como um fascínio infantil que se transformou em uma carreira e uma missão de vida. Após anos de estudo e prática, Raquel se tornou uma defensora apaixonada da agricultura sustentável. Ela acredita firmemente na importância de técnicas que preservem os recursos naturais, promovam a biodiversidade e ofereçam alimentos saudáveis para todos. Raquel também é conhecida por compartilhar seu conhecimento, ministrando workshops e palestras sobre práticas agrícolas ecologicamente corretas. Sua dedicação incansável à agricultura responsável a tornou uma referência na comunidade, inspirando outros a seguirem um caminho semelhante.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Artigos Populares